Falta de sangue no SESARAM é “preocupante” no tipo ORH-

Sangue
Os níveis de sangue estão nos mínimos.

O alerta da Ordem dos Médicos na Região, para a falta de sangue no SESARAM, vem reforçar uma posição que o próprio Serviço de Saúde da Região já tinha avançado na sexta-feira, onde dava conta que “os stocks disponíveis de sangue estão nos mínimos”, apelando por isso à dádiva de sangue, reforçando junto da população em geral “este dever, que é um dever de cidadania, extremamente vital para uma melhor garantia na prestação de cuidados”.

Hoje, pela manhã, o responsável pela Ordem dos Médicos na Madeira manifestava a sua preocupação pela falta de sangue, apontando que existiam situações de doentes, que normalmente recebiam sangue e que neste momento estão a aguardar, revelando que alguns dos casos envolviam doentes com algum risco. Pedro Freitas apelava, por isso, à população, para a necessidade de acorrer ao SESARAM na perspetiva de aumentar as dádivas e, com isso, corresponder à prestação de cuidados às pessoas.

Na nota enviada pelo SESARAM, é referido que “os cidadãos podem efetuar a sua dádiva de sangue de segunda a sábado, no período da manhã, no Serviço de Sangue e Medicina Transfusional, no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no horário compreendido entre as 08h:30 e as 13h:00. Para mais informações podem contatar o serviço de sangue de Medicina Transfusional, através do número 291705752, ou do email dadoresmadeira@sesaram.pt”

O SESARAM revelava, também, que “o elevado número de consumos internos verificados nos últimos tempos, causaram uma diminuição significativa das reservas de sangue existentes no serviço”, referindo que “só nos últimos dois meses deste ano, foram concretizadas 823 dádivas e 940 transfusões de sangue no SESARAM. Atualmente a maior preocupação prende-se com a reposição de sangue no grupo sanguíneo 0RH-.”

O Serviço de Saúde da Região referia, ainda, que “com o aproximar do Dia Nacional do Dador de Sangue, assinalado no dia 27 de março de 2018, é necessário reforçar o grupo de dadores de sangue e apelar à dádiva, anónima, voluntária e benévola de sangue”.

 

A par das ações junto da comunidade, será dinamizado, a partir do dia 19 de março, uma campanha promocional para a dádiva de sangue junto dos profissionais do SESARAM, com o principal objetivo de angariar e fidelizar novos dadores de sangue, contribuindo assim para o processo de renovação  dos dadores na RAM.