Sem-abrigo conhecido pelo “Zé” foi enviado para tratamento hospitalar

*Com Rui Marote

O sem-abrigo conhecido por “Zé”, do qual o Funchal Notícias deu conta – pernoitava na zona do Quebra-Costas e encontrava-se numa situação de grande debilidade física, inclusive com uma perna que parecia estar a gangrenar, exalando um cheiro pútrido – foi socorrido, já há dias, no Hospital Dr. Nélio Mendonça. Conforme o FN conseguiu confirmar junto de uma fonte médica, equipas de rua de apoio aos sem-abrigo foram ao encontro do “Zé” e entraram em contacto com o Hospital, dando-lhes conta de que em breve seria necessário tratar de um homem que se encontrava numa condição física problemática.

O mesmo foi acolhido no Hospital, mas o Funchal Notícias, até agora, não foi capaz de apurar se o mesmo se encontra ainda hospitalizado ou em tratamento, nem se terá sido possível salvar-lhe a perna.

Recorde-se que foi o FN a alertar, repetidamente, para este caso, apelando à humanidade de tratar um ser humano nitidamente diminuído mas com graves problemas de saúde e de higiene. Também o advogado Adolfo Figueira Brazão estabeleceu contacto com o FN para reportar que já tinha denunciado este assunto há três meses à Segurança Social (processo com  n.º de entrada 141511/2017 e ao Ministério Público (processo administrativo n.º 2235/17.8T9FNC, da Procuradoria do Juízo Local Criminal do Funchal), ambos iniciados em 14 de Setembro de 2017. Porém, três meses passados, e para espanto do causídico, nada ainda tinha sido feito.