Funchal “Município Mais Azul” pelo segundo ano consecutivo

Funchal município azul
“Funchal Município Mais Azul” pelo segundo ano consecutivo.

O Funchal recebeu, em Vilamoura, Algarve, o galardão de “Município Mais Azul”, pelo segundo ano consecutivo. O prémio da Bandeira Azul 2017/2018 foi recebido pela vereadora Idalina Perestrelo, que tem o pelouro do Ambiente na Câmara Municipal do Funchal, corresponde à distinção de “um dos municípios do país com desempenho excelente relativamente às atividades de educação ambiental, no decorrer da última época balnear”.

O prémio é estabelecido pela Associação Bandeira Azul da Europa e pela Agência Portuguesa do Ambiente e volta a distinguir “o compromisso, empenho e criatividade do Município na realização de atividades de educação ambiental, para todas as idades, nas nossas praias”, enalteceu Idalina Perestrelo.

Idalina Perestrelo agradeceu o reconhecimento e sublinhou que “o trabalho na área ambiental tem sido uma aposta permanente deste Executivo. Os galardões que temos recebido, entre os quais também me apraz destacar a conquista da Bandeira Verde ECOXXI pelo terceiro ano consecutivo, são um indicador que prezamos bastante, mas o nosso propósito é sempre aumentar a qualidade de vida na nossa cidade e, por consequência, dos munícipes e de todos aqueles que nos visitam.”

Lido e a Ponta Gorda voltaram a hastear, em 2017, as Bandeiras Azuis, dado o cumprimento de critérios específicos de excelência, e, em virtude disso, o Município estreou, este ano, um Centro Azul, localizado na Ponta Gorda, e que é um caso único na Região.

Segundo refere uma nota da autarquia, “trata-se de um espaço próprio, particularmente atrativo e dinâmico para os mais novos, com biblioteca e diversas atividades lúdicas, com o propósito de ser um polo dinamizador de educação ambiental para o desenvolvimento sustentável e de informação sobre a Bandeira Azul. O Centro Azul da Ponta Gorda esteve operacional durante toda a época balnear e a intenção da Autarquia é abrir centros idênticos no próximo ano, no Lido e na Barreirinha”.