São Vicente registou fortes chuvas de madrugada, tempo na Região mantém-se até segunda-feira

SONY DSC
Os guarda chuvas regressaram à rua com o tempo de precipitação e vento pelo menos até segunda-feira.

Os ventos e a chuva regressaram. Para ficar, pelo menos até ao fim  de semana. Muitos dizem, naquela expressão habitual, que “já não era sem tempo”, mas para outros, o tempo adverso representa contratempos, como por exemplo, para falarmos de um caso práticos, e recorrente este ano, das operações no Aeroporto Internacional da Madeira, que hoje já estão condicionadas.

O diretor da delegação da Madeira do Instituto Português do Mar e da Atmosfera revela ao Funchal Notícias que “irão ocorrer períodos de aguaceiros pontualmente moderados nas regiões montanhosas, bem como em alguns pontos da Região”, referindo especificamente um dado registado em São Vicente, que em termos globais da Região, constituíu um dos “picos” de chuva com 10,7 milímetros numa hora, entre as 5.40 4 as 6.40 de hoje”, sendo que Pico do Areeiro e Bica da Cana também tiveram registos elevados.

Prior
Victor Prior apontou o registo de maior precipitação verificado na zona de São Vicente, durante a madrugada de hoje.

Victor Prior diz que “este tempo de aguaceiros irá manter-se, em princípio, até segunda-feira, sendo que sábado e domingo são os dias em que se preveem maior precipitação”. Este regresso da chuva, um tempo mais apropriado à época do ano em que nos encontramos, faz com que os madeirenses, hoje, já tenham recorrido a vestuário de inverno e aos guarda chuvas, situação vem visível pelo Funchal e, também, em vários pontos da ilha, depois de um período em que as temperaturas andaram elevadas, mais ao nível dos registos de verão.

O responsável pela delegação da Madeira do IPMA aponta ainda que foram registados, em matéria de ventos, rajadas da ordem dos 135 km/h no Lombo da Terça, em Santana, de 128 km/h na Ponta do Pargo e 112 km/h no Chão do Areeiro.

No site do IPMA, as previsões disponíveis, para hoje na Região, apontam para períodos de chuva ou aguaceiros mais frequentes a partir da manhã, em especial nas vertentes sul da ilha da Madeira e nas zonas montanhosas, onde poderão ser localmente fortes até meio da tarde. Vento moderado a forte (30 a 40 km/h) do quadrante sul com rajadas até 80 km/h, sendo forte a muito forte (40 a 60 km/h) e com rajadas até 100 km/h nas zonas montanhosas, rodando gradualmente para oeste a partir do meio da tarde e enfraquecendo, tornando-se fraco a moderado (até 30 km/h) para o final do dia”.