Comarca da Madeira promove recolha de prendas para distribuir por instituições

Como vem sendo hábito na época natalícia, o tribunal da comarca da Madeira volta a promover uma recolha de prendas para os mais desfavorecidos.

Este ano o apoio vai para os idosos e doentes. Idosos que passam o Natal em instituições públicas ou privadas, sem apoio familiar, muitos deles sujeitos às denominadas altas problemáticas. Também os doentes em iguais circunstâncias, aqui em especial os que sofrem de doenças mentais e os que estão internados por dependências, (como o álcool).

O juiz presidente da comarca da Madeira, Paulo Barreto recorda instituições como o Hospital João de Almada, o Hospital dos Marmeleiros, a Unidade de Saúde da Atalaia, as Casas de Saúde de São João de Deus e de Câmara Pestana e outras com idosos pobres, doentes e abandonados.

Nesta medida, a partir da próxima segunda-feira, dia 20 de Novembro, e até ao dia 14 de Dezembro, o Tribunal procederá à recolha das mais diversas prendas e bens. É o exemplo de camisas de dormir de senhoras, pijamas homem/mulher, meias quentes, mantinhas, roupa de cama, cobertores, camisolas interiores, cachecóis, bonés, gorros, luvas, roupa interior de homem e senhora, fraldas, resguardos, pantufas, fatos de treino, roupa em geral, produtos de higiene, brinquedos e artigos de entretenimento, casacos de dormir, sapatilhas/sapatos, etc.

A entrega pode ser efectuada no hall de entrada no palácio da justiça do Funchal e no tribunal do Porto Santo.

O Tribunal apela à colaboração dos madeirenses e portosantenses e todos os bens serão muito bem vindos. Solicita, por razões de segurança, que os bens não venham embrulhados.

Depois do dia 14 de Dezembro far-se-ão as entregas nas instituições, dando pública nota (como sempre) dos bens recebidos e onde foram entregues.