Rubina Leal quer um plano orientador para o comércio funchalense

 

A candidata do PSD-Madeira à Câmara Municipal do Funchal, Rubina Leal, considerou ontem ser “fundamental” que a urbe funchalense tenha um “plano orientador” para o comércio tradicional, prometendo trabalhar junto de empresários e comerciantes para concretizá-lo.

“Temos que vender, e saber vender a nossa cidade”, disse Rubina Leal após um encontro com a Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF), explicando que esta vontade de todos os empresários passa, necessariamente, pela implementação de um plano orientador para o comércio.

Uma estratégia, acrescentou, que terá um impacto positivo em todo o Funchal. “Irá sobretudo beneficiar os nossos comerciantes e a nossa economia local, e, através da criação de emprego, irá dar mais estabilidade às famílias e permitir que mais pessoas queiram residir na cidade”, refere um comunicado do PSD.

O plano orientador para o comércio reveste-se de especial importância também porque o número de consumidores do Funchal é limitado. Daí que Rubina Leal queira abrir as portas da cidade ao Mundo, trazendo mais visitantes através de um reforço da qualidade do destino, sublinha a nota de imprensa.

“O Funchal tem de ser um destino de qualidade, com notoriedade. Um destino de compras que seja também a sala de conferências do país”, afirmou, aludindo a iniciativas da ACIF como o ‘Guia do Investidor’, que têm contribuído para potenciar a notoriedade do Funchal.

“São iniciativas importantes”, elogiou Rubina Leal, descrevendo o encontro com a ACIF como “muito produtivo”, pois esta Associação conhece bem todos os sectores de actividade da Região e do Funchal.