Machico aumentou em 6,4% a recolha de resíduos selectivos

Segundo uma informação da Secretaria Regional dos Ambiente e Recursos Naturais, a recolha de resíduos selectivos aumentou 6,4% em Machico. A ARM (Águas e Resíduos da Madeira) tem vindo a implementar medidas nos municípios aderentes que visam a separação e a correcta deposição dos resíduos, o que se tem traduzido numa evolução positiva na recolha selectiva (embalagens de plástico e metal, embalagens de vidro e papel e cartão) de 7,3%, de 2015 para 2016. Em Machico esta evolução foi de 6,4% de um ano para o outro.

Estes foram dados avançados pela Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, durante a visita à nova Ilha Ecológica no município de Machico, uma infraestrutura para a deposição de resíduos (indiferenciados e selectivos: embalagens plásticas/metálicas; vidro e papel/cartão). Durante a visita, que contou também com a presença do presidente da Câmara Municipal de Machico e da presidente da Água e Resíduos da Madeira (ARM), realizou-se uma demonstração de recolha pela equipa do Departamento de Recolha de Resíduos da ARM.

As ilhas ecológicas constituem uma nova solução subterrânea para a deposição de resíduos em centros urbanos. Este equipamento foi instalado numa zona habitacional, nas proximidades do local onde se encontrava o ecoponto de superfície anterior. Por esta razão, não constitui uma alteração significativa do percurso que as pessoas faziam para depositar os seus resíduos.

Esta ilha ecológica é constituída por duas divisões subterrâneas, cada uma composta por 3 contentores de 1 100 litros, perfazendo 6 contentores. À superfície foram instalados 6 marcos de deposição (correspondentes aos referidos 6 contentores) – 3 para resíduos indiferenciados e 3 destinados aos resíduos seletivos (plástico/metal, papel/cartão e vidro).

Relativamente aos contentores tradicionais, as ilhas ecológicas constituem uma solução que contribui para a requalificação do espaço envolvente, uma vez que têm menor impacto visual, uma menor ocupação da via pública, apresentam uma redução na emissão de odores e permitem uma maior acessibilidade aos utilizadores com capacidades motoras reduzidas.

No total, foram já implementadas 7 ilhas ecológicas nos municípios aderentes à ARM.

Resumo por município:

§  Ribeira Brava – 2 concluídas;

§  Porto santo – 1 concluída;

§  Machico – 2 concluídas;

§  Santana – 1 concluída

§  Câmara de Lobos – 1 concluída.

O valor de investimento para a construção desta ilha ecológica foi de 45.000,00 euros.

O projeto é co-financiado pela união Europeia ao abrigo do Programa Comunitário POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos).