Sara Madalena apresentou propostas para o concelho da Ponta do Sol

A candidatura do CDS-PP à Câmara da Ponta do Sol apresentou publicamente esta terça-feira algumas das proposta que pretende apresentar a sufrágio dos pontassolenses, nas eleições autárquicas de 1 de Outubro, informam os centristas.

Sara Madalena, que se fez acompanhar dos candidatos Nelson Agrela e Inês Pereira, aposta no fomento do sector primário e nas potencialidades da agricultura que o concelho apresenta para promover a criação de novos postos de trabalho e desta forma combater “o flagelo social” do desemprego; reunir um conjunto de incentivos para as empresas do concelho que empreguem desempregados do concelho; incentivar políticas que ajudem a melhorar a mobilidade interna dos idosos e das pessoas com mobilidade reduzida, apostando ainda na mobilidade em segurança das crianças do concelho.

A candidata do CDS-PP tem repetido que o seu projecto de candidatura é transversal e inclusivo.Nele estão contidas preocupações que lhe têm sido transmitidas através de contactos com as populações de todas as freguesias do concelho, desde as zonas altas às zonas baixas, refere um comunicado do partido.

Sara Madalena escolheu, de propósito a frente-mar da Madalena para se comprometer com a sua requalificação, num projecto que deve envolver a autarquia, as entidades regionais e nacionais com responsabilidades no domínio público marítimo.
“Estamos porventura diante da melhor orla marítima da Ilha da Madeira e veja-se o estado desolador e de abandono em que tudo isto se encontra”, apontou a jovem advogada, que se diz motivada: “A candidatura do CDS-PP na Ponta do Sol está forte, tem uma equipa de valor e ideias próprias. Estamos neste projecto para ir até ao fim e ganhar a Câmara.”