Polícia francesa procurou suspeitos de extremismo islâmico na Gare du Nord; operação deu nas vistas mas não resultou em quaisquer prisões

A estação de comboios pariense Gare du Nord foi ontem evacuada repentinamente pela Polícia francesa, numa inesperada operação que atraiu a atenção das televisões e dos media internacionais, por aparentemente se relacionar com possíveis ameaças terroristas. O aparato policial foi grande, com a presença de unidades especiais da Polícia, fortemente armadas. As autoridades pouco adiantaram sobre as razões da operação, mas o jornal ‘Le Parisien’ assegurava que se tratava de uma “caça ao homem”, mais precisamente a três suspeitos, que a Polícia já vinha procurando nas cidades de Bordéus e Marselha durante o fim-de-semana. Supostamente, houve quem reportasse a sua presença a bordo de um comboio TGV que chegaria à Gare du Nord, estabelecendo ligações entre Londres e a capital francesa. Chegou-se a avançar que os suspeitos seriam militantes extremistas islâmicos de nacionalidade belga, sendo o terceiro deles de nacionalidade afegã.

Porém, aparentemente nada se confirmou e, após passageiros terem sido impedidos de sair de certos comboios, enquanto outros foram rapidamente evacuados da estação, pouco a pouco a situação retomou a normalidade, sem que tivessem sido efectuadas quaisquer detenções.