Campos de squash para a população e Pavilhão dos Trabalhadores em obras este mês de março

Assinatura de protocolo
A Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais e a Associação de Ténis da Madeira celebraram um protocolo para a utilização pelas escolas de formação dos dois recintos de squash.

O Pavilhão dos Trabalhadores, atualmente sob a tutela da Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais (SRIAS), será requalificado já a partir do presente mês de março, com o objetivo de melhorar as condições da prática desportiva, recreação e lazer da população da cidade do Funchal.

“As obras no Pavilhão dos Trabalhadores, um dos mais antigos do Funchal e da Região, foram adjudicadas pelo valor de 380 mil euros”, anunciou Rubina Leal, a Secretária Regional com a tutela da infraestrutura, por ocasião da assinatura de um protocolo com a Associação de Ténis da Madeira.

“Devo dizer que, todas as semanas, mais de 700 pessoas, a maioria, através de 40 associações, utilizam este espaço. Trata-se de um recurso ao serviço da nossa população. E, por esse motivo, temos que o requalificar e dar nova vida a este espaço emblemático”, continuou.

A obra inicia-se com a recuperação dos dois recintos de squash adjacentes ao pavilhão.

Nesse sentido, a Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais e a Associação de Ténis da Madeira (ATMAD) celebraram no dia 7, terça-feira, um protocolo para a utilização pelas escolas de formação dos dois recintos de squash, assim como a promoção de torneios daquela modalidade.

Ao incrementar o número de recintos ao dispor dos praticantes, nomeadamente, os federados, o protocolo potencia a promoção e o desenvolvimento da modalidade e o crescimento do número e qualidade dos seus praticantes.

Sublinhar que os campos estarão ao dispor de todos os praticantes de squash fora do horário de utilização das escolas de formação associadas da ATMAD.