Donald Trump nega alegações sobre contactos com a Rússia durante campanha presidencial

trump

Falando à imprensa horas depois do discurso de despedida de Barack Obama, na sua primeira conferência de imprensa desde a eleição, o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, reagiu às alegações de que a Rússia tem material comprometedor sobre ele, afirmando que Moscovo nunca tentou chantajá-lo.

Criticou, por outro lado, os serviços de informações dos EUA por permitirem que “notícias falsas” sejam transmitidas ao público, questionando se “estamos a viver na Alemanha nazi”.

Conforme refere a BBC, as alegações dizem que a sua campanha eleitoral estabeleceu contactos com Moscovo e também sugeriu, mesmo, uso de prostitutas. Algo que foi furiosamente negado pela Rússia, que as considerou “ficção barata” e uma tentativa de prejudicar entre as relações entre os dois países.

Donald Trump negou ter relações de negócios com a Rússia e garantiu na conferência de imprensa que mandatou advogados para separar completamente os seus interesses negociais, que deixará ao cuidado dos filhos, para evitar conflitos de interesse.