84 atletas inscritos na ‘Madeira Ocean Race’ que se disputa sábado

ocean-race
Foto DR.

Foi apresentado na passada segunda-feira, dia 3 de outubro, a terceira edição do Madeira Ocean Race (MOR), na Marina do Funchal.

O evento arrancará sábado de manhã, dia 8 de Outubro.

Trata-se de uma prova de Canoagem de Mar, organizada pelo Clube Naval do Funchal (CNF), que se realiza ao longo da costa Oeste da ilha em embarcações próprias de Surfski e traz à Região os melhores canoístas do mundo desta disciplina.

A apresentação pública juntou Mafalda Freitas, presidente do CNF; o Diretor Regional da Juventude e Desporto, David Gomes; Madalena Nunes, Vereadora da Câmara Municipal do Funchal; Rui Gouveia, Vereador do Desporto da Ribeira Brava; Aleixo Abreu, vice presidente da Câmara Municipal da Calheta; Raquel Brazão de Castro, Diretora de Serviços de Eventos Turísticos da DRT; David Fernandes, canoísta olímpico do CNF e padrinho do evento; o Comandante do Porto do Funchal, Capitão Félix Marques; e o Presidente da Associação Regional de Canoagem da Madeira, Viriato Timóteo.

Mafalda Freitas disse que o evento serve o propósito de demonstrar as condições ideais que a Região oferece para a prática deste desporto.

«Com o MOR é-nos possível também demonstrar a capacidade que a Madeira tem para apresentar eventos internacionais, promoveremos a nossa imagem para visitantes lá fora, e estimular a economia regional, particularmente nos concelhos da Madeira, Calheta e Ribeira Brava. Este ano, entre os 84 atletas inscritos, estão presentes diversas nacionalidades e currículos desportivos, e gostaríamos de realçar a presença do olímpico espanhol Carlos Pérez; do Nicolas Lamber, vice-campeão europeu de surfski; e o Emanuel Silva, medalhado nos JO em 2012.»

A presidente navalista concluiu agradecendo o apoio de todas as câmaras envolvidas, os parceiros e todos os atletas.

David Gomes, por sua vez, felicitou as organizações envolvidas.

«Asseguro que o Governo Regional, quer no âmbito do turismo, quer no âmbito desportivo, acarinha esta modalidade e posso afirmar que vamos continuar a trabalhar em parceria com o Desporto para que venham mais Ocean Races pois nós cá estaremos para as apoiar com todas as nossas forças», disse.

O diretor regional salientou ainda todas as sinergias criadas em torno deste evento, entre privados, clubes, associações desportivas e autarquias.

Madalena Nunes falou do quão importante é este tipo de eventos ligados ao mar, dada a nossa localização geográfica.

«Nós, na CMF, gostamos de apoiar fortemente o desporto náutico pois é uma forma de reforçar a nossa ligação ao mar, tanto da nossa população como de quem nos visita. Para além disso, consideramos que são muito importantes estes apoios numa cultura desportiva de todo o povo, neste caso na Madeira. Precisamos de mais atletas federados que ajudam depois a construir todo um caminho na área do desporto nas suas variadas vertentes, estando um desses exemplos perfeitos aqui na nossa mesa sob a forma do David Fernandes do CNF», disse.

Já Rui Gouveia mostrou-se satisfeito pela Ribeira Brava estar a apoiar pela segunda vez consecutiva o MOR e ressalvou que para o seu conselho, este evento é de grande importância, uma vez que a sua frente mar precisa de ser ainda mais valorizada, algo que é fácil quando associada a desportos náuticos.

Aleixo Abreu, agradeceu a inclusão da Câmara Municipal da Calheta e mencionou o particular significado deste evento para o mar do seu concelho pois, «é desta forma que divulgamos aquilo que melhor temos: as belezas do nosso mar e as nossas praias. Somos parceiros deste evento, desde a primeira hora, pela 3.ª vez consecutiva e é um prazer observar a constante evolução desta organização. Queria desde já dar um agradecimento especial por todo o desenvolvimento que tem sido feito em prol do desporto, nomeadamente da canoagem, estando esse trabalho também presente no nosso conselho, algo claro visto o crescimento que os nossos atletas têm tido.»

O vice-presidente referiu também a sua total disponibilidade para continuar a apoiar o desporto madeirense em todas as suas modalidades para bem da região.

Finalmente, Viriato Timóteo mencionou as parcerias importantíssimas com os clubes desportivos e associações náuticas e o facto de que sem os apoios mútuos entre estas organizações, não haveria este evento.

«A juntar estes eventos, teremos alguns acontecimentos de curta duração que têm o propósito de ampliar a estadia dos atletas na ilha, promovendo ainda mais e melhor o MOR e a nossa região.», revelou.

*Texto Salvador Freitas