Secretaria Regional de Agricultura e Pescas alerta produtores de cereja e de ginja

Foto: madeira.gov
Foto: madeira.gov

*Possibilidade de intensificação de ataque da Mosca de Asa Manchada

A mosca da cereja e de outros pequenos frutos, Drosophila suzukii, é uma pequena mosca com 2 a 3 mm de comprimento, originária da Ásia, parecida com a “mosca do vinagre”, que causa danos principalmente na cereja, na ginja e nos pequenos frutos (morango, amora, framboesa e mirtilo). A fêmea faz a postura dos ovos dentro dos frutos, desenvolvendo-se uma larva que se alimenta do mesmo, provocando a sua queda antecipada e o seu apodrecimento.
Esta praga foi detetada pela primeira vez na Madeira na zona do Caniçal em setembro de 2014 em armadilhas colocadas em vinhas, tendo a Direção Regional de Agricultura vindo a fazer a monitorização da sua expansão, através de armadilhas de captura. Na campanha de 2015, esta mosca causou alguns estragos na cereja e na ginja. A Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, através da Direção Regional de Agricultura, perante este problema providenciou de imediato a homologação de produtos fitofarmacêuticos para o seu controlo, uma vez que até aquela data não existia nenhum produto homologado para a praga. Assim, conseguiu-se a homologação do Karate Zeon e o Epik SG para a cereja e, mais recentemente, o Epik SG para a ginja.
Dado o ciclo da praga e atendendo a indicadores obtidos pela Direção Regional de Agricultura, tudo aponta para que este ano, esta praga venha a atacar a cereja e a ginja com maior intensidade, podendo pôr em causa grande parte da produção, pelo que alertamos todos os produtores destes frutos, que procedam à colocação de garrafas mosqueiras com atrativo (vinagre de sidra) para a captura em massa das moscas, procurando sempre a reposição do atrativo de 15 em 15 dias, bem como, recorrer ao controlo através de pulverização com o produto EPIK SG (45 g/hl) quando a cereja está a meio tamanho e do produto Karate Zeon (12,5 ml/hl), quando a cereja está a 2/3 do crescimento, respeitando sempre os intervalos de segurança (14 dias para o EPIK e 7 dias para o Karate Zeon).
A Direção Regional de Agricultura, conjuntamente com as juntas de freguesia do Jardim da Serra e do Curral das Freiras, e outras entidades locais, realiza neste fim-de-semana, ações práticas de demonstração e transmissão de conhecimentos para o controlo da mosca da cereja e da ginja, nos seguintes locais e horas, pelo que se convida todos os produtores a estarem presentes:

Jardim da Serra: Quinta Leonor dia 16/04/2016 (sábado) às 10h.
Curral das Freiras – dia 17/04/2016 (domingo)
Pico Furão – 11h
Fajã Escura – 12h