Estranho posto de turismo da Madeira em Lisboa está fora de moda e é mau cartaz

turis2
Um posto de turismo ultrapassado na venda do destino Madeira. Fotos DR.

Nestes dias de Páscoa, o Estepilha alargou o olhar até à capital portuguesa, tirando partido do bem regateado subsídio de mobilidade. Na capital do País, espera sempre encontrar os eventos e as iniciativas de vanguarda e regressar com este “batismo” de civilização, como diria Eça de Queirós, quando retornava à pátria após o seu consulado na “City” londrina.

Mas eis que o Estepilha, deambulando pela central e histórica Avenida 5 de outubro, pára no número 137-A, ao identificar um denominado posto de informação turística da Madeira, com uma imagem completamente ultrapassada e fotos queimadas pelo sol. Um posto turístico ainda preso ao célebre mas estafado slogan “Body/Mind…”

Toda a fachada deste suposto posto de divulgação do destino Madeira e respetivos conteúdos primam pela falta de gosto e sobretudo de atualização de conceitos. A Madeira já caminhou muitas léguas e apresenta-se de rosto renovado nas várias feiras e ações de divulgação no exterior. Curiosamente, dentro, na capital, há exemplos destes.

O Estepilha bem sabe que o Secretário com a tutela do Turismo quer abrir em Lisboa uma agência de promoção turística, já tem pessoas escolhidas para estarem à frente, mas o volume orçamental que reserva a mais esta empreitada de promoção da Madeira no Continente não passará certamente por ícones como o da 5 de Outubro.

turis 5O Estepilha desconhece a paternidade desta unidade turística, se da chanchela do Governo Regional da Madeira ou se do Instituto de Turismo. Mas o Estepilha tem uma certeza: não abona em favor da imagem da Madeira e quem é pago com o dinheiro dos contribuintes para defender a qualidade deste destino não pode ficar de braços cruzados.

turis3