Oficina da Alegria nasce na Igreja de Santa Luzia

santa luziaA Igreja de Santa Luzia levará a efeito um evento diferente mas considerado necessário por parte dos católicos e demais cidadãos que vivem com entusiasmo a Fé. Denomina-se Oficina da Alegria e abre os braços a quem quiser redescobrir o sentido da vida através da Palavra de Deus.

Segundo as dinamizadoras, esta iniciativa não nasce do acaso: “Num contexto social cada vez mais pressionado por factores económicos, políticos e culturais geradores de tensão, a Oficina da Alegria surge como uma oferta de um espaço e tempo de pausa para reabastecimento de forças através da beleza das artes e da Palavra de Deus, onde o diálogo da Esperança e do Amor persiste”.

O convite não se cinge apenas aos católicos: “Apesar de partirmos de uma base católica, este é um espaço aberto a todos: crentes e não crentes, aos que precisam de alento; aos que todos os dias celebram a vida, aos tristes e sofredores, aos novos e aos velhos, aos ricos e aos pobres”, esclarece a organização.

A organização está a cargo da Paróquia de Santa Luzia, sendo intervenientes o Pároco, Reverendo Cónego Pita, duas leigas, nomeadamente Susana Ramos, Marina Graça Pereira e uma consagrada da Verdum Dei ,Guadalupe Margarita Tinoco.

O evento decorre mensalmente ( na segunda sextafeira do mês) entre as 19h30 e 20h30 na Igreja de Santa Luzia, à exceção deste mês que é na próxima sexta feira, dia 18 de Março.

Por fim, as organizadoras aludem a um a mensagem mais universal e atual do Santo Padre, presente na Exortação Apostólica: “Estamos em sintonia com o Papa Francisco, quando, ao referir-se a Jesus diz: “Ele permite-nos levantar a cabeça e recomeçar, com uma ternura que nunca nos defrauda e sempre nos pode restituir a alegria. Não fujamos da ressurreição de Jesus; nunca nos demos por mortos, suceda o que suceder. Que nada possa mais do que a sua vida que nos impele para diante!” .