Bruxelas continua em estado de alerta máximo

bélgica
Bairros belgas passados a pente fino pela polícia. e já foram detidos suspeitos.

Os terroristas continuam a ditar a agenda de alguns países e líderes políticos. Depois de Paris, é a vez de Bruxelas continuar a estar em alerta máximo, um alarme que limita profundamente a circulação de bens e pessoas.

As ameaças terroristas estão latentes e a segurança belga é cada vez mais reforçada numa cidade europeia como Bruxelas. Os governantes não dão tréguas aos terroristas e toda a cautela é pouca: metro encerrado, aumento do número de polícias pelas ruas e horários de circulação na cidade mais restritos, o que tem deixado as ruas desertas logo ao início da noite, assim como os grandes centros comerciais.

Após os atentados sangrentos de Paris, o mundo reforça a segurança no Reino Unido, Espanha, Bélgica e Estados Unidos. As células dos terroristas sírios escondem-se onde menos se espera e toda a cautela é pouca.

As rusgas a alguns bairros belgas têm permitido à polícia prender alguns suspeitos que estão ligadas à causa jihadista.