Acordar numa Atenas majestosa e imponente

IMG_0374
Vista de uma parte da Acrópole de Atenas.

Os madeirenses cumprem hoje aquele que é o décimo dia de viagem até à Grécia. O reencontro com a História não poderia ser melhor, já que a XIX Rota das Comunidades está na reta final com uma visita obrigatória à majestosa e riquíssima Atenas.

Segundo as notas de viagem divulgadas ao Funchal Notícias por Fátima Marques, o dia de hoje começou com uma visita panorâmica pela capital da Grécia, mais precisamente ao centro da cidade, também designado de “coração neoclássico”. Um passeio interessante pelas avenidas  Panepistimio, Stadiou, Reina Sofia e Amadis, onde foi possível desfrutar da beleza de edifícios neoclássicos do princípio do século passado, no seu mais elevado grau de pureza de estilo.

IMG_0303
O contacto do grupo com a arte clássica grega.

Não menos curiosa, explica Fátima Marques, é a Praça Syntagma ou da Constituição, com particular destaque para o Parlamento e o Monumento erguido ao Soldado Desconhecido, o Palácio Presidencial, o Estádio Panatenático (antigo estádio), o templo de Zeus e a porta de Adriano.

paralamento grego
Imagem do Parlamento grego. Fotos: Fátima Marques

A parte mais histórica ficou reservada para a tarde de hoje com um périplo pela Acrópole de Atenas, construída entre 450 a 330 a.C. sobre ruínas de edificações mais antigas. Tratou-se de partilhar da rara beleza de quatro das mais importantes obras-primas da arte grega clássica: o Parténon, o Propileu, o Erecteion e o templo de Atena Nike.

Debaixo de calor e de grande curiosidade, os madeirenses têm aproveitado bem esta incursão pela Grécia, que tem constituído uma verdadeira lição de cultura.