Calado com balanço positivo em causa própria: fez o Funchal “andar”

O edil funchalense, Pedro Calado, salientou o trabalho feito num ano e que, em seu entender, tirou a cidade da estagnação. Fazendo um balanço em causa própria, Calado destacou o que já foi conseguido pelo actual executivo municipal, face à realidade de há um ano em que a cidade estava, afirmou, “parada, estagnada” sem que houvesse “uma obra que fosse que estivesse a andar”.

Declarações prestadas após a Reunião de Câmara, nas quais disse que o seu executivo pôs “as obras a andar” e tem-nas concluído, que é o que “efectivamente a população precisa”.

A actual vereação não só está a cumprir o que prometeu à população, como também está a resolver muitos problemas que foram deixados pela anterior vereação, nomeadamente a “irresponsabilidade” que foi terem deixado “tantas dívidas e tanto processo, em tribunal”, acusou.

Por outro lado, realçou que a presente vereação está a preparar o Funchal para ser uma cidade com movimento, dinamismo, atractiva para jovens casais, com reabilitação urbana, com mais eventos,  com mais promoção do comércio local”.

Sublinhou ainda o reforço dos apoios sociais, em cerca de 40%, a diminuição de taxas e impostos, tais como a eliminação da derrama e a devolução do IRS aos munícipes, a resolução do problema da ETAR, “que estava há anos” para ser resolvido e cuja obra “já esta no terreno”.

O presidente da CMF frisou que a autarquia está preparada  para manter o nível de investimento, não se esquecendo de agradecer “a todos os funcionários do Município do Funchal porque foi um ano extremamente exigente”, garantindo igualmente que a actual vereação trabalha para procurar as melhores soluções e  resolver os problemas existentes.