Convento do Bom Jesus quebra longo e inexplicável silêncio e abre portas para dar música à cidade

A Capela do Bom Jesus aberta para dar música ao público, valorizando assim este espaço emblemático da cidade. As imagens, apesar de amadoras, remetidas pelo público ao FN, dão conta deste raro e aplaudido momento de dinamismo do Convento. Fotos LM.

As habitualmente encerradas portas do Convento do Bom Jesus (Funchal) abriram-se, ontem à noite, para acolher o concerto de órgão, designado “Música nas catedrais hispânicas”, pelas mãos de Javier Artigas, no âmbito do Festival de Órgão da Madeira.

Para além da qualidade do evento, é de aplaudir o uso dado a um espaço central no centro da cidade que tem estado encerrado e de certa maneira muito pouco usado para celebrações religiosas e até mesmo culturais.

Por isso, é de aplaudir a iniciativa da Secretaria Regional do Turismo e Cultura a escolha também do Convento do Bom Jesus para o ciclo de onze concertos com recitais protagonizados por mestres organeiros de renome nacional e internacional.

Estes espetáculos, com entrada livre, iniciaram-se a 14 de outubro e prolongam-se até ao dia 23 deste mês, em diversos espaços litúrgicos de referência, nomeadamente, a Sé Catedral, a Igreja do Colégio, o Convento de Sta. Clara, a Igreja de São Pedro, a Igreja de São Martinho, a Igreja de N. Senhora da Luz (Ponta do Sol), e a Igreja de N. Senhora da Conceição (Machico).
No caso do Convento Bom Jesus, seria bom que as portas se abrissem mais vezes, porque não só é de fácil acesso aos cidadãos como também pode acolher eventos litúrgicos e culturais necessários à cidade. É sabido que o imóvel carece de obras de restauro mas sempre é possível dinamizar ali eventos, bastando para isso haver vontade das entidades competentes.
O Festival de Órgão da Madeira pretende assim dar a conhecer e consolidar um dos recentes projetos desta entidade no que respeita à recuperação de um património cultural quase desconhecido, bem como enriquecer e promover a descentralização da oferta cultural organística madeirense.