Morreu o advogado e poeta João Dionísio

Foto facebook Gilberto Garrido

Morreu o advogado e escritor João Dionísio.

Nasceu no Funchal em 1947. Dsenvolveu a sua actividade na Secretaria Regional dos Assuntos Parlamentares e Comunicação do Governo Regional da Madeira.

Foi membro da AEM e colaborador de vários jornais e revistas.

Muitos dos seus poemas figuram em várias antologias como Poesia 71, O Natal na Voz dos Poetas Madeirenses (1989), Poet’Arte ’90 (1990), Poesia d Ilha – Olhares Atlânticos (1991), Vers’Arte (1991).

Publicou A Cidade de Álea (1981), Os Açúcares ou o Ruídos do Silêncio (1995), A Comparação (1996), Uma Inquestionável Distância (1999), Os Construtores da Memória (2000), Juras que me Incendeias o Coração ou Uma Difícil Decisão Cerebral, com Eduardo Freitas (2005) e Os Saltos Impossíveis de Dar (2010).