Realizador da curta-metragem “A Mala”, foi um dos convidados do festival internacional CLIT – Cinema em Lugares Inusitados e Temporários

AF!

Diogo Pereira, aluno do 8º ano da Escola dos 2º e 3º Ciclos do Caniço, e realizador da curta-metragem “A Mala”, foi um dos convidados do festival internacional CLIT – Cinema em Lugares Inusitados e Temporários, promovido pela Associação Festroia, que decorre de 13 a 22 de maio em Setúbal. O aluno falou sobre o processo de criação da curta e teve oportunidade de interagir com cineastas de outros países.

Diogo Pereira mostrou-se muito satisfeito com o convite, manifestando o seu interesse pela 7ª arte. “Fui muito bem recebido, aprendi muito sobre as várias temáticas abordadas no festival, bem como aprofundei os meus conhecimentos sobre a história e cultura de Setúbal.” Quando questionado sobre as suas competências na área do cinema, o jovem realizador destacou o papel da escola. “Foi na minha escola que descobri o meu talento na área do cinema, e, agora, é algo que pretendo explorar no futuro.” Concluiu.

Angelizabel Freitas, a professora que o acompanhou nesta viagem, referiu que “eventos desta natureza permitem integrar os alunos em novos contextos de aprendizagem, certamente mais eficazes e dinâmicos, resultando em experiências únicas que levam para a vida.” A coordenadora do projeto fílmico louvou ainda a aposta que a escola do Caniço está a fazer na produção audiovisual, tendo esta instituição obtido resultados excelentes, não só na RAM mas também além fronteiras.

O CLIT é um festival de cinema e cidadania que se desenvolve em qualquer espaço (exceto salas de cinema) e desafia os espectadores a tornarem-se “caçadores de tesouros”.