PS-M quer ouvir Pedro Ramos na ALRAM sobre inoperacionalidade no Centro de Saúde da Calheta

Os deputados do PS-M fizeram entrar na Assembleia Legislativa da Madeira com um pedido de esclarecimento ao secretário regional da Saúde e Protecção Civil, Pedro Ramos, sobre o facto de as valências de internamento e de cuidados continuados do centro de saúde da Calheta continuarem inoperacionais. Dizem os socialistas, também, que muitos equipamentos estão ultrapassados.

A deputada Sofia Canha veio recordar que esta infraestrutura foi reabilitada e reabriu em 2020, mas revela que, apesar da renovação do edifício, ainda não se encontram em funcionamento as valências de internamento e de cuidados continuados, que são de importância fulcral no apoio aos utentes e respectivas famílias.

Diz esta parlamentar socialista, natural daquele concelho, que continuam a ser usados equipamentos muito antigos e obsoletos, o que contrasta com a infraestrutura moderna, cuja intervenção foi da responsabilidade da Santa Casa da Misericórdia da Calheta, proprietária do imóvel.

Sofia Canha veio recordar que, aquando de uma visita às obras do centro de saúde, o secretário regional da Saúde garantiu que a unidade passaria a disponibilizar outros serviços para além dos tradicionais, tais como imagiologia e medicina dentária, algo que, passado todo este tempo, continua a não ser uma realidade.

“O centro de saúde continua a não ser utilizado no seu potencial máximo, facto que pode ter a ver com a falta de equipamentos adequados”, constata.

Nesse sentido, o PS questiona Pedro Ramos se o Governo já avançou com os procedimentos de aquisição de equipamentos para apetrechamento desta unidade de saúde, qual a previsão de abertura das valências de internamento e cuidados continuados e quando se prevê a colocação de equipamentos de mobiliário adequados nas enfermarias e gabinetes para permitir uma boa prestação do serviço de saúde.