Meio aéreo de combate a incêndio na RAM é “conquista do Governo Regional”

A Secretaria Regional da Saúde e Protecção Civil relembra que a existência do meio aéreo de combate a incêndios florestais na Região Autónoma da Madeira “é uma conquista do Governo Regional e dos madeirenses”.

“Desde o ano de 2019, o Serviço Regional de Protecção Civil assegurou a permanência do meio aéreo no âmbito do POCIF, Plano Operacional de Combate a Incêndios Florestais, anualmente. A partir do ano 2022, o helicóptero, multi-mission, será uma realidade para todo o ano, e irá permitir assegurar, uma resposta integrada, eficaz ao nível da protecção de pessoas e seus bens”, diz a SRSPC. 

Desde o ano de 2019, a permanência do meio aéreo de combate a incêndios florestais e resgate e salvamento em terra tem sido um investimento realizado pelo Governo Regional, sem qualquer tipo de ajuda do Governo da República, insiste esta Secretaria. Importa recordar que os Orçamentos de Estado de 2019, 2020 e 2021 mencionaram, que o Estado assumiria aos custos do meio aéreo, mas tal não passou de uma promessa não cumprida.

O meio aéreo, multi-mission de combate a incêndios florestais e resgate e salvamento em terra, é actualmente uma realidade na Região Autónoma da Madeira, mas é resultado direto do investimento do Governo Regional e do Serviço Regional de Protecção Civil.