Paraquedistas da Red Bull fizeram salto ousado e prepararam o “palco” para a pirotecnia

Fotos Red Bull

Uma atracção especial do espectáculo de fim-de-ano na Madeira este ano foi a actuação da formação internacional de paraquedistas Red Bull Skydive Team. Saltando a partir de uma aeronave da Força Aérea Portuguesa, os quatro acrobatas dos céus lançaram-se em formação na baía do Funchal, simulando, antes da aterragem, estrelas cadentes.

A surpresa decorreu alguns minutos antes da meia-noite, preparando o “palco” para o fogo de artifício que cada ano faz colorir os céus do Funchal. O projeto “Red Bull Madeira Shooting Stars” iniciou-se assim com um salto a uma altitude de 8000 pés, cerca de 2400 metros acima do solo.

Informações do Voo

Trata-se, refere um comunicado da Red Bull, de uma actuação inédita em Portugal e que teve a duração de cerca de três minutos, com uma primeira parte de queda livre e depois com um voo de formação em que os atletas planaram no ar graças aos sofisticados “wingsuits”.

Já mais próximo do momento da aterragem, que se realizou no porto do Funchal, mais precisamente na área de São Lázaro, tornaram-se visíveis os dispositivos luminosos da equipa.

Já no solo, os quatro atletas da Red Bull Sky Dive Team foram unânimes em reconhecer: “Foi um salto inédito que representou um enorme desafio para todos nós. Saltar durante a noite aumenta o risco e as dificuldades, mas estudámos bem todos os procedimentos e conseguimos cumprir o objectivo principal, que era proporcionar um espetáculo único”, congratularam-se os destemidos atletas dos céus.