PS-M propõe baixar o IVA e os custos dos factores de produção para a agricultura

A redução das taxas do IVA e uma nova estratégia que conduza à baixa dos custos dos factores de produção, de forma a tornar o sector produtivo mais eficiente e resiliente, foram algumas das medidas defendidas hoje pelos deputados do PS-Madeira.

Os socialistas começaram o roteiro ‘Grupo Parlamentar do PS em contacto com a População: Compromissos e Soluções’, sob a temática “Resiliência do Sector Produtivo – Medidas para fazer face ao aumento dos preços e escassez dos factores de produção”.

Hoje os parlamentares visitaram uma exploração de agricultura biológica no vale dos Socorridos, aproveitando para se inteirarem das dificuldades por que passam os agricultores e para apresentarem soluções para os problemas.

Na ocasião, o líder da bancada parlamentar do PS referiu-se ao aumento dos custos dos factores de produção, considerando que este é “um problema grave que pode pôr em causa a sustentabilidade deste sector”.  Rui Caetano disser que os apoios do Governo Regional e da União Europeia aos produtores terão de continuar, mas considerou que o Executivo madeirense “deve ir ainda mais além”.

Urge que o Governo Regional reduza o IVA e não continue a “se desculpar nem a encontrar formas de mentir e enganar os agricultores”. OExecutivo tem poder autonómico e condições financeiras para tal, porque vai receber milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência, verbas essas verbas que “poderão ser canalizadas para a redução do IVA, de forma a que os agricultores e os consumidores consigam sentir que os preços estão mais acessíveis e vão mais ao encontro da realidade da nossa população e da nossa realidade económica”.

Além dos apoios, Rui Caetano frisou que é preciso repensar o sector. “É preciso uma estratégia regional, de forma a que o sector produtivo dependa cada vez menos dos factores de produção externos.

O líder parlamentar do PS defendeu também mais formação aos agricultores.