Rita Andrade assinalou 85 anos da Casa do Povo de Santo António

A governante com as pastas da Inclusão Social e Cidadania, Rita Andrade, em representação do presidente do Governo Regional, marcou presença, ontem, no 85.º aniversário da Casa do Povo de Santo António.

Na oportunidade, Rita Andrade afirmou que o Governo Regional tem feito uma grande aposta nas Casas do Povo. São 43 Casas do Povo, distribuídas por toda a Região, incluindo Porto Santo, que fazem um  trabalho diferenciado com respostas específicas às suas localidades, declarou.

“Estas instituições têm desenvolvido um trabalho importante e nunca pararam mesmo em tempos de pandemia, foram um grande apoio para a população local”, Rita Andrade deu como exemplo, o projeto ‘Cozinha de afectos’ – “uma iniciativa que conta com o apoio do Governo Regional, desde a sua criação e que vem estimular o voluntariado, o espírito de solidariedade, a interajuda e a participação cívica desde as camadas mais jovens da população”.

“É um espaço de partilha intergeracional e de apoio familiar, destinado a crianças e jovens da freguesia onde são confeccionadas refeições para as famílias em situação de maior vulnerabilidade. Através deste projecto, já foram distribuídas refeições a mais de mil beneficiários da freguesia”, disse.

Como forma de assinalar o aniversário, a Casa do Povo de Santo António abriu as comemorações com a inauguração de uma exposição sobre a obra de Joel Serrão, historiador e docente, natural da freguesia. Joel Serrão foi director do Centro de Estudos de História do Atlântico e membro do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian.

De seguida, teve lugar a conferência de apresentação do livro ‘Ageing in Place – Envelhecimento em casa e na comunidade’, com a presença do autor, o académico António Fonseca, da Calouste Gulbenkian, que fez a apresentação do livro, editado pela Fundação e que assinala o projecto ‘Cozinha de Afecto’ como uma Boa Prática neste domínio de envelhecer em casa

Para terminar, houve ainda oportunidade para um concerto de jazz, intercalado por uma mostra gastronómica, que congrega produtos madeirenses como o rum e a abacate.

Até sexta-feira, 29 de Outubro, são várias as actividades que irão compor as comemorações do aniversário da Casa do Povo, incluindo concertos, conferências e homenagens a figuras relevantes da freguesia.