Câmara Municipal do Funchal já atribuiu pelouros

A Câmara Municipal do Funchal já atribuiu pelouros aos vereadores. Segundo uma nota camarária, o presidente da CMF confirmará, esta segunda-feira, os cinco vereadores em regime de tempo inteiro, e assumirá as competências que lhe serão delegadas pela Câmara. Após a reunião do executivo camarário, o edil determinará então a distribuição de pelouros pela sua vereação.
A delegação de competências e a fixação de vereadores a tempo inteiro é feita sob proposta do respectivo presidente, para que possa conferir à CMF a necessária operacionalidade dos serviços a prestar aos munícipes, refere a Câmara.
Depois da reunião da CMF e mediante despacho seu, o presidente distribuirá os vários pelouros pelo seu executivo. Pedro Calado chama a si os pelouros da Cultura, Desporto, Juventude, Relações Internacionais, Cooperação Externa e Assuntos Jurídicos.
(Foto Rui Marote)
Já a vice-presidente Cristina Pedra, ficará com as áreas da  Economia, Apoio ao Investimento e Fundos Comunitários,  Finanças, Mercados Municipais, Turismo, Recursos Humanos, Modernização Administrativa e Informática, Auditoria Interna e Fiscalização Municipal.
Bruno Pereira que já foi vereador no tempo em que  Miguel Albuquerque liderou o executivo camarário entre 2005 e 2013, ocupará as funções de  Coordenação Política, Contratação Pública, Obras Públicas, Infraestruturas, Edifícios e Equipamentos, Gestão de Frota, Mobilidade, Trânsito, Proteção Civil, Bombeiros e Empresa Municipal – Sociohabitafunchal.

 

A centrista Margarida Pocinho, indicada pelo CDS e que ocupou o 4.º lugar da lista da candidatura ‘Funchal Sempre à Frente’, será detentora das pastas da Educação e Cidadania, Ciência, Conhecimento e Inovação, Apoio Social, Prevenção da Toxicodependência, Igualdade de Género, Protecção de Dados, Saúde e Políticas de Longevidade e Empresa Municipal – Frente MarFunchal.
João Rodrigues, também antigo vereador no executivo camarário de Miguel Albuquerque, volta a tutelar a Gestão do Urbanismo, Ordenamento do Território, Planeamento Estratégico, Reabilitação Urbana, Georreferenciação, Licenciamentos e Fiscalização Urbanística.
Nádia Coelho é a sexta executiva nomeada a tempo inteiro e ficará com os pelouros  do Ambiente, Salubridade, Resíduos, Águas e Saneamento Básico, Espaços Verdes, Cemitérios, Causa Animal e Fiscalização Ambiental.
O presidente da CMF, Pedro Calado, reafirma o que já disse: que tem uma equipa composta por pessoas idóneas, com mérito reconhecido  e vasta experiência profissional à altura dos exigentes desafios.
Calado garante que toda a equipa está motivada, empenhada  e  com vontade de trabalhar as melhores soluções que garantam qualidade de vida e bem estar dos munícipes do Funchal. “A nossa prioridade é defender a causa pública e trabalhar para as pessoas”, defende.