Coligação PSD/CDS na Camacha diz que há “défice democrático” em Santa Cruz

Um comunicado da Candidatura da coligação PSD/CDS “Cumprir Santa Cruz” à Junta de Freguesia da Camacha, liderada por Ricardo Vasconcelos denuncia “défice democrático” por causa da vandalização de cartazes.

“É com muita tristeza que chega a hora de alertar para os sucessivos ataques que o processo democrático está a sofrer neste Concelho. A vandalização de alguns cartazes não é problema novo, mas neste período eleitoral, na Freguesia da Camacha, assume proporções inéditas e preocupantes, chegando mesmo a serem roubados”, revela.

“Este ambiente político nada traz de positivo e não será nunca aceite por nós! O constante ataque do JPP, o baixo nível de discurso de Presidente e Vereadores, publicamente, nas redes sociais e em todos os encontros com população e entidades do Concelho, é a causa de tudo isto”, prossegue.

“Não temos qualquer dúvida que o clima de intimidação que recai sobre qualquer cidadão anónimo que ouse discordar do JPP, seja no que for, é a razão, a causa da impossibilidade de debate, resultando num gritante défice democrático”, remata.

Segundo a coligação, Filipe Sousa tem estado rodeado de “pontas de lança” do ataque nas redes sociais e em situações sem holofotes mediáticos, escolhendo a dedo “lacaios que, à falta de qualidade de trabalho ou pensamento crítico, servem para intimidar quem não seja alinhado”.

Para o PSD/CDS sáo existem “ataques pessoais e vernáculo nada condicente com o respeito que o cargo que ocupam merece”.