JPP diz-se “indignado” pela falta de visão no Lugar de Baixo

O JPP diz-se “profundamente indignado pela falta de visão e de planificação do investimento programado para o Lugar de Baixo”. Quem ali reside, afirmam, sabe que “um dos problemas que assola o Lugar de Baixo é a falta de estacionamentos e de ordenamento do trânsito local, situação que nunca mereceu, quer da parte do Governo Regional, quer da própria autarquia da Ponta do Sol, uma resposta que resolvesse a situação”.

“Vêm agora dizer que a solução passa pela criação de um autossilo, na marina do Lugar de Baixo, obra que foi um autêntico elefante branco tendo levado milhões de euros do erário público”, continua o JPP a criticar.

O partido recorda que o Governo Regional tinha, nos terrenos do Centro de Bananicultura, uma oportunidade para resolver o problema, “cedendo uns míseros metros para estacionamentos, mas não. Optou por aprovar uma obra que retirou estacionamentos aos poucos que já existiam. Onde andava a Presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol e os vereadores quando isto aconteceu?”, questiona.

“Além disso, os eleitos pelo PSD na Ponta Sol impediram, com o seu voto contra, o empréstimo para a construção de uma estrada que circundava o Centro de Bananicultura e que, entre outros benefícios, iria facilitar os estacionamentos naquela zona. E agora, a construção de um autossilo na Marina do Lugar de Baixo passa a ser a solução? Estaremos perante mais um negócio para a Marina do Lugar de Baixo?”, interroga.

Os ponta-solenses, diz, têm sido vítimas das “requalificações”, ao longo dos anos, dos quais só beneficiam alguns: são as empresas que, descontroladamente, retiraram os inertes, sem fiscalização, prejudicando a fauna marítima; são as jaulas da piscicultura, são os milhões que dão à costa, todos os anos, na Marina…para quando obras estruturantes para o Concelho? Quando é que vão resolver os problemas que asfixiam o Lugar de Baixo?, questiona o JPP.