Pré-campanha já aquece no Porto Santo com o independente Bettencourt a baralhar o jogo político instalado

Fotos Funchal Notícias.

Em tempo estival, a política parece estar adormecida no Porto Santo, apesar das próximas eleições autárquicas, a 26 setembro, serem decisivas. A grande incógnita é saber quem sucederá ao presidente social-democrata, Idalino Vasconcelos. Se o nome apontado pela coligação PSD/CDS, Nuno Batista, se o candidato socialista Miguel Brito ou se o independente Luís Bettencourt (movimento Uma Nova Esperança). Para já, Bettencourt dá nas vistas, percorrendo a ilha, na sua viatura, de megafone, a quebrar a quietude estival com slogans de campanha.

Os autarcas com quem o FN contactou na Ilha Dourada continuam a acreditar que a rivalidade entre o PSD e o PS continua bem acesa e continuará a fazer história nestas autárquicas. Os social-democratas têm o espetro dos 600 votos perdidos nas últimas eleições regionais para o PS, mas também têm “à perna” o novo candidato, o comerciante Luís Bettencourt que promete baralhar o jogo político instalado e dar um “cartão vermelho” ao poder que lidera os destinos da Madeira, a partir da coligação PSD-CDS. Sociais-democratas e socialistas procuram minimizar o “fogo” deste novo candidato, considerando um voto de protesto que acabará por se esfumar no tempo, porque lhe faltam quadros e projeto sólido. O mesmo já não pensa o popular Bettencourt, que, na sua viatura já vai fazendo o apelo ao voto. Ainda assim, é muito provável que ocupe o espaço deixado vago pelo movimento “Mais Porto Santo”, de José António Castro, que desta vez não se submete ao escrutínio.

A CDU concorre também às eleições com o candidato João Lizardo.

Tudo está, pois, em aberto no Porto Santo, neste momento, mais virado para o repouso estival, sendo muito tímidos os contactos eleitorais. Segundo nos dizem, com humor mas também experiência no terreno, o PSD faz três voltas à ilha para falar ao coração dos eleitores, enquanto o PS, com apenas uma volta, é capaz de conquistar a população. O tempo o dirá…