UMa integra plataforma mundial de práticas e tecnologias agrícolas

A Universidade da Madeira, através do ISOPlexis – Centro de Agricultura Sustentável e Tecnologia Alimentar, passou a cooperar com o Serviço TECA – Technologies and Practices for Small Agricultural Producers, uma plataforma online que reúne práticas e tecnologias agrícolas bem-sucedidas para facilitar a troca de conhecimentos e ajudar os agricultores no campo, com guias técnicos, informa o estabelecimento de ensino superior regional.

Neste âmbito, o ISOPlexis contribuiu recentemente com duas técnicas, estando uma já disponível para consulta na página deste serviço: “Propagação seminal e vegetativa – amostragem e conservação de material genético. Milho branco – Zea mays L. subsp. mays”.

Nesta técnica, o ISOPlexis descreve em pormenor os procedimentos utilizados na amostragem, seleção do material vegetativo a manter na conservação de semente de uma variedade local da madeira, milho branco, típica de uma zona do Norte da Madeira, do Concelho de Santana, registada no Catálogo Nacional de Variedades.

O milho branco pertence à variedade indurata, caracteriza-se por ser uma planta de grande porte, chegando a ter cerca de 3,5-4 metros de altura, e possui grão grande de cor branca. É usado tradicionalmente na alimentação, sendo consumido em fresco ou em farinha. A biomassa, do restolho da cultura, é normalmente utilizada como forragem na alimentação animal, em camas ou coberturas.

Uma vez incluídos na Plataforma TECA, estes conteúdos ficam disponíveis para os técnicos e agricultores de todo o mundo, podendo as tecnologias e práticas documentadas, ser replicados por estes, com as devidas adaptações ao seu próprio contexto.

No âmbito deste protocolo de colaboração o ISOPlexis desenvolveu anteriormente a revisão e validação de 55 guias técnicos para os PALOPs e 2 webinars (seminários) para os técnicos de diversos países subordinados ao tema “Practices for the development of sustainable agriculture – Agroecology and Organic Agriculture: Experiences and examples applied in Madeira Island, Portugal”, encontrando-se em fase a validação de um guia prático desenvolvido pelo ISOPlexis em com o CITAB, intitulado “siderações e culturas para melhorar solos com baixo teor de matéria orgânica.

A TECA é um serviço que foi lançado em 2002 pela FAO – Food and Agriculture Organization, com o objetivo de responder à necessidade de um arquivo sistemático e fácil de usar, disponível online, sobre práticas, tecnologias e inovações, histórias de sucesso e estudos de caso para a agricultura familiar. Nesta plataforma, as tecnologias e práticas de diversas regiões e países são disponibilizadas em diferentes línguas (Inglês, Francês, Espanhol e Português) para atingir um público mais amplo.