Susana Prada apresentou ECM como modelo de economia circular

A secretária regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas visitou a Empresa de Cervejas da Madeira no âmbito da promoção da Economia Circular.

Na ocasião, Susana Prada apontou vários exemplos de sucesso ao nível da economia circular praticados por esta empresa, como a reutilização de garrafas de vidro ou a utilização de dreche resultante dos cereais utilizados na produção de cerveja, para fabrico de rações para animais.

“O retorno das garrafas de vidro para reutilização constitui um exemplo de economia circular na medida em que diminui a extração de recursos naturais para fabrico de novas garrafas, diminui a produção de resíduos e reduz a emissão do Co2 que seria produzido no processo de fabricação de novas garrafas” disse a governante, adiantando que a Empresa de Cervejas da Madeira com as políticas ambientais adotadas “consegue diminuir a produção de resíduos transformando-os em matérias-primas com grandes benefícios para o ambiente”.

Nas garrafas, a empresa tem taxa de retorno global de 90% (100% no canal HORECA) e consegue produzir 2000 toneladas de dreche por ano.

Já em relação à energia renovável, a empresa madeirense tem em toda a cobertura do armazém principal, de 2.273 painéis fotovoltaicos com uma potência eléctrica instalada de 750kw. Os painéis cobrem uma área de 5.000 m2 da fábrica e permitem uma redução anual de 400 toneladas de emissões de CO2.

No Inverno, quando a produção é menor, a ECM é auto-suficiente em energia eléctrica.