PSD enaltece actuação do reitor cessante da UMa, José Carmo

Os deputados do PSD deram entrada, na Assembleia Legislativa da Madeira, com um voto de esaudação ao reitor cessante da UMa, José Carmo, e às suas equipas, que nos dois mandatos o apoiaram, agradecendo a “excelência” do seu trabalho e enaltecendo a “mestria” com que defenderam a Universidade da Madeira, e o seu papel no ensino superior português.
Com mais de três décadas de história, a nossa Universidade é, também ela, cada vez mais importante para a Região e para a sua economia, “tal como defendeu, com brio e enorme dedicação, o Professor Doutor José Carmo, enquanto Reitor, ao longo dos dois mandatos”, refere o PSD.
José Carmo, dizem os parlamentares social-democratas, pautou-se, sempre, pela abertura da Universidade da Madeira, procurando a sua ligação ao mercado de trabalho, bem como, a responder aos desafios globais que a sociedade coloca permanentemente.
Preocupado com o financiamento da UMa, foi um acérrimo defensor de uma majoração, pois uma discriminação orçamental positiva significaria uma promoção de vantagens competitivas no contexto geral do ensino superior, da investigação científica e da inovação.
Em 2019, aquando do 30º aniversário da Universidade da Madeira, o próprio professor José Carmo afirmou que a UMa já havia diplomado 13.000 estudantes, ou seja, 5% da população madeirense. Apesar do seu subfinanciamento colossal, por parte do Estado, e das enormes dificuldades financeiras sentidas, a vontade e a missão da Universidade foram elevadas e eternizadas pela voz do então Reitor – “continuar a formar pessoas que, depois, vão desempenhar cargos e desenvolver a Região”.