PS-Madeira declara-se solidário com os trabalhadores da Groundforce

Os deputados do grupo parlamentar do PS-Madeira, bem como elementos da concelhia do PS de Santa Cruz, reuniram-se, hoje, com a comissão representante dos trabalhadores da Groundforce, procurando auscultar as suas preocupações e propostas sobre a sua situação laboral actual.

Os socialistas mostraram a sua preocupação e solidariedade para com aqueles profissionais e pretendem auxiliá-los na busca de soluções para os seus problemas, refere um comunicado de imprensa.

A empresa conta com 208 trabalhadores na RAM, os quais estão com salários em atraso e têm um futuro profissional incerto. Na prática, cerca de 208 famílias vivem actualmente na incerteza e na instabilidade, com uma preocupação acrescida pelo facto de o processo se arrastar no tempo.

Os funcionários apenas têm a informação relativamente a uma eventual injecção de 7 milhões de euros na empresa que só garantirá o pagamento de salários, mas consideram que esta é uma solução só para o imediato e não a longo prazo, pelo que temem pelo futuro, refere o PS.

Os elementos socialistas presentes neste encontro disseram-se disponíveis para, em conjunto com a comissão de representantes dos trabalhadores da Groundforce, apresentar soluções que visem garantir a sustentabilidade da empresa e a salvaguarda dos empregos.

Os elementos da concelhia de Santa Cruz mostraram-se particularmente apreensivos com as consequências sociais desta situação naquela localidade, atendendo a que a grande maioria dos trabalhadores da empresa são dos concelhos de Santa Cruz e Machico.