Pedro Fino visitou obras na associação Santana Cidade Solidária

O Governo Regional, através da Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas, avançou, a 18 de Novembro de 2020, com a obra de beneficiação e reabilitação do edifício da Associação Santana Cidade Solidária, situada no Sítio do Pico, em Santana. Um dos principais objectivos da reabilitação da moradia prende-se com a vontade de sublimar as marcas históricas do edifício em questão, através da recuperação da linguagem arquitectónica existente, refere um comunicado governamental. Como ponto de partida será feita uma profunda remodelação, desde a cobertura, ao sótão, paredes, passando também pelos pavimentos, devido ao desgaste que apresentam, e ainda de todos os vãos interiores e exteriores que se caracterizam por caixilharias em madeira.

Destaque para a cozinha do edifício, que será recuperada para as funções de refeitório/sala de pessoal. Uma vez que a chaminé não tem utilização, deverá ser demolida a zona de exaustão, de forma a adaptar todo este espaço para zona de apoio a todos os funcionários, onde estes poderão fazer pequenas refeições.

No que se refere ao anexo posterior da moradia, que não tem qualquer valor histórico ou arquitectónico, manter-se-ão todas as paredes exteriores e o seu interior será renovado na totalidade.

No corpo principal do edifício existirão os seguintes espaços: Recepção, Copa, Clube de Emprego, Serviço de Apoio Domiciliário. No anexo posterior ficarão as áreas referente ao Projecto Laurissilva, Projeto Ambiental, Sala da Direcção, Arquivo e Instalações Sanitárias, Gabinete da Direção e Arquivo de Projeto Ambiental, Projecto Idosos em Movimento e Serviço de Voluntariado.

No anexo lateral ficarão os espaços de Recolha de Donativos, Triagem de Roupa e Arrecadação de Roupa.

No espaço de sótão localizar-se-á uma pequena sala de reuniões com uma instalação sanitária de apoio e uma pequena arrecadação. Foi também garantido um acesso à cobertura do anexo, aproveitando assim mais um espaço exterior.

Este é um investimento de 165.751,92€ (+ IVA) e prevê-se a conclusão em Maio do corrente ano. Os trabalhos que constituem esta empreitada decorrem no ritmo expectável, estando neste momento concluídas as demolições. À data encontra-se concluída a betonagem da laje do 1º piso, estando programada, para a primeira semana de março, a betonagem da cobertura.

Pedro Fino considerou que o edifício “apresentava várias patologias”, com entradas de água em vários locais e compartimentos subaproveitados. A reabilitação permitirá uma significativa melhoria de condições para os serviços sociais e ambientais.