CMF diz-se apostada em promover políticas de juventude

A CMF integra, como membro fundador, a Rede Nacional de Amigos da Juventude, uma plataforma criada no final de 2020 pela Federação Nacional das Associações Juvenis, e que tem como missão consolidar a ligação e cooperação entre o movimento associativo juvenil e as autarquias locais.

A vereadora com o pelouro da Juventude na edilidade funchalense, Dina Letra, sublinha que a integração nesta nova  rede de contacto e compromisso para a implementação de reais políticas de juventude vem complementar o trabalho que a CMF tem realizado nesta área.

“Queremos continuar a contar com a participação de todos os jovens da cidade e das entidades e associações juvenis para que, juntos, possamos elaborar estratégias concertadas e dar respostas àquelas que são as principais necessidades dos jovens funchalenses”, declarou.

A pertença a esta Rede, pioneira na concepção, implementação e avaliação de políticas locais de Juventude estruturantes e sustentáveis, eleva o actual compromisso da Câmara Municipal do Funchal com os jovens e as jovens do concelho, potenciando a criação de mais e melhores políticas amigas da Juventude, por meio da partilha de boas práticas, da criação de estratégias e da promoção de sinergias associativas e municipais, que esta plataforma encerra.

Dina Letra conclui que “acreditamos que esta nova rede, que inclui mais de setenta municípios, é potenciadora de uma abordagem inovadora na forma como o poder local deve encarar e promover as questões da participação jovem (…)”.

A Federação Nacional das Associações Juvenis, por meio das mais de mil associações juvenis da sua rede nacional que envolve cerca de meio milhão de jovens, prestará apoio ao Município do Funchal na criação e optimização das ferramentas de participação e dos espaços de diálogo jovem, o que se irá traduzir na dinamização de planos de acção de políticas amigas da Juventude e de projectos que se adequem às suas intenções, garante a CMF.