Startup portuguesa especializada em desinfecção aposta na Madeira

rpt

A Inokem, startup portuguesa especializada em biotecnologia que oferece soluções químicas e biológicas compatíveis com o meio-ambiente, aposta no reforço da sua acção na Madeira, apoiando as autarquias locais na desinfecção dos seus espaços públicos no contexto de pandemia da Covid-19. É pioneira, em Portugal, no desenvolvimento de soluções bio, refere uma nota à imprensa, que salienta que a empresa iniciou a sua operação na Madeira em 2009, e oferece soluções que permitem a limpeza e a desinfecção sem impacto ambiental. 2Através de técnicas de engenharia, a startup 100% portuguesa desenvolve soluções eficientes e compatíveis com o meio ambiente, com 96% das suas soluções a serem feitas com matérias-primas 100% biodegradáveis, que permitem caminhar para um impacto ambiental zero”, refere.

Com forte aposta em soluções químicas e biológicas para a gestão urbana, nomeadamente junto de juntas de freguesia e câmaras municipais, esta empresa desenvolveu uma solução biológica que, além da limpeza dos passeios, permite a deservagem biológica, evitando assim a utilização de herbicidas nefastos para o meio ambiente e para as pessoas, nomeadamente o glifosato, refere a nota de imprensa.

A Inokem desenvolveu também soluções de elevado grau técnico para as áreas da hotelaria, restauração e turismo, que permitem a eliminação do calcário nos vidros e a sua prevenção, assim como soluções de desinfecção de tecidos como bagagens, sofás, fronhas, colchas, cortinados, alcatifas e têxteis de uma forma geral, sem desgastar as fibras.

“O mercado madeirense está bastante alerta para a importância da desinfecção dos espaços públicos, especialmente tendo em conta o contexto de pandemia, recorrendo a produtos que não sejam nocivos para o meio ambiente. Temos vindo a percorrer um caminho sustentado no apoio às autarquias locais nesse aspeto e queremos continuar a apostar neste segmento”, sublinha Pedro Santos Martins, CEO da Inokem, que conta com uma equipa de três pessoas a trabalhar exclusivamente para a Madeira.