Associação de Ténis de Mesa da Madeira dá conta do regresso aos treinos

Uma informação da Associação de Ténis de Mesa da Madeira dá conta do regresso dos clubes aos treinos, em várias instalações. Após publicação, a 23 de Maio, da  Resolução n.º 351/2020, que autoriza a prática de actividade física e desportiva em contexto não competitivo das modalidades individuais em instalações cobertas, na qual se enquadra o Ténis de Mesa, algumas colectividades iniciaram já a retoma das actividades desportivas, em contexto de treino, mas ainda de forma condicionada.

Estas coletividades estão a seguir os pressupostos emanados pela Direcção Regional de Desporto (DRD) e Instituto de Administração da Saúde (IASAUDE), seguindo o Plano de Contingência elaborado pela Associação de Ténis de Mesa da Madeira, no qual constam as directrizes a serem respeitadas, aquando da prática da modalidade, refere uma nota à comunicação social.
A elaboração deste documento teve como base as referências dadas pela Federação Portuguesa de Ténis de Mesa, aquando do reinício de actividade no CAR Gaia assim como o Plano de Contingência para a utilização de Pavilhões Gimnodesportivos, da responsabilidade da DRD, que define o conjunto de requisitos a cumprir no acesso aos recintos.

Estas actividades foram retomadas no passado dia 1 de Junho de 2020 (segunda-feira), em vários pólos pela Região, destacando-se a reabertura dos serviços administrativos da ATM Madeira, bem como das instalações do Pavilhão de Ténis de Mesa Rafael Gomes.

Nesta primeira fase, e aguardando-se por definição da conclusão dos calendários de provas, os atletas podem voltar à actividade regular, oportunidade que surge após quase oitenta dias de paragem.