CDS congratula-se com 65º aniversário do Museu de Arte Sacra

O Museu de Arte Sacra do Funchal está de parabéns pelo seu 65º aniversário, refere um comunicado do CDS-Madeira, que enfatiza a importância das colecções de pintura, escultura, ourivesaria e paramentaria do Museu criado em 1955, datadas do período entre os séculos XV e XIX.

Das colecções do Museu, destacam-se duas áreas primordiais, ambas com espólio notável: a Arte Flamenga, com pintura, escultura e ourivesaria, e a Arte Portuguesa, provinda na sua maioria de Igrejas e Capelas da Diocese do Funchal, refere o partido.

Este museu reveste-se de grande relevância no contexto da oferta turística para os visitantes da RAM. Para além de estar situado no centro da nossa cidade, os visitantes que por lá passam poderão encontrar grande parte da nossa história.

A instituição acolhe aproximadamente 15 mil visitantes por ano. Destes, 95% são turistas.

Para além da sua valiosa coleção de peças de valor incalculável e beleza única, este espaço museológico ainda oferece Serviços Educativos que promovem anualmente visitas gratuitas para cerca de 3 mil jovens e estudantes. Uma cafetaria com restaurante e
esplanada e ainda uma loja onde podemos encontrar material informativo, catálogos sobre o museu, colecções e outros eventos temporários são outros atractivos.

“Numa altura em que a Cultura é uma das áreas mais afetadas e fragilizadas, principalmente na nossa Região, em virtude da pandemia à escala global do COVID-19, é fulcral que nesta fase de desconfinamento, tanto as escolas como os turistas, voltem a visitar os museus e os seus espaços educativos e de lazer. Assim sendo, o CDS deseja que o regresso à normalidade se processe e que as fragilidades actuais existentes no panorama cultural melhorem substancialmente no futuro”, deseja o partido, que propõe  que a Assembleia Legislativa da Madeira aprove um Voto de Congratulação, pela comemoração do 65º aniversário do Museu, no passado dia 1 de Junho.