Cafôfo questiona reações do PSD: “Querem usar a Autonomia a favor dos madeirenses ou continuar a usar a Autonomia para brincar aos partidos?”

Paulo Cafôfo, deputado do PS-Madeira na Assembleia Regional, já comentou hoje as reações do PSD-M à notícia que fez publicar no DN Funchal e que ele próprio escreveu, no Facebook, tratar-se de “uma boa notícia”, referindo-se à permissão da República de financiamento da Região em 500 milhões. Uma resposta que a Região estava à espera mas pelas vias institucionais, daí as reações críticas da máquina “laranja” regional.

Cafôfo diz que “não deixa de ser curioso ver a reação do PSD-M, que passa a vida a pedir ao PS-M para exercer influência em Lisboa, e depois, quando o fazemos a bem da Região, vêm queixar-se e criticar. Só posso concluir que não desejavam um desfecho favorável e pretendiam continuar a alimentar o confronto permanente.
Por isso pergunto: querem usar a Autonomia em prol dos madeirenses e porto-santenses ou continuar a usar a Autonomia para brincar aos partidos?”

Cafôfo refere, fazendo acompanhar o comentário de uma imagem da notícia do DN, que “desde o primeiro momento manifestei a minha convicção que as reivindicações e ajudas à Região seriam atendidas pelo Governo da República, independentemente das soluções que fossem encontradas, e que orçamento suplementar seria o momento-chave”,

Diz o parlamentar socialista e candidato à liderança do PS-M que “esta decisão não é consequência da gritaria e do uso da estratégia do confronto político permanente, nem de ofensas e insultos na praça pública, numa indignação só para tirar dividendos partidários. É resultado de conversas sérias e frontais, num trabalho de bastidores e de diligências realizadas, tanto com o Gabinete do Primeiro-Ministro como com o Ministério das Finanças, tentando influenciar da melhor forma uma solução que beneficiasse a Madeira”.