CDU propõe subsídio para trabalhadores da CMF que estão na “linha da frente”

A CDU pretende que a Câmara do Funchal atribua um subsídio, a título excecional, extraordinário para os trabalhadores que estão na linha da frente ao combate à COVID-19. Para isso, através da sua deputada na Assembleia Municipal do Funchal, Herlanda Amado, deu entrada hoje de uma Proposta de Resolução para que a Câmara Municipal do Funchal intervenha o mais rápido possível junto do Governo da República, para que seja regulamentada a Lei no sentido.

Os trabalhadores a que se refere o PCP são bombeiros sapadores, trabalhadores da salubridade, asfaltadores e trabalhadores dos cemitérios.