AACMM apresenta dia 1 de Março o tenor Rafal Zurakowski e a pianista Anna Miernik

O primeiro concerto da Associação dos Amigos do Conservatório de Música da Madeira em 2020 apresentará no Teatro Municipal, no domingo, dia 1 de Março, pelas 18 horas, o tenor polaco Rafał Żurakowski, acompanhado pela pianista Anna Miernik, da mesma nacionalidade.

O programa deste concerto oferece uma grande variedade de estilos e expressões musicais, desde as peças para piano de Chopin e Paderewski, a árias das operetas de Kalman e Zeller e várias canções napolitanas de compositores tais como de Curtis, Tagliaferri, Denza e Cardillo. Assim, pretende-se apresentar um programa atraente e diversificado, interessante tanto para o público em geral como para melómanos dedicados, refere a AACMM.

O programa é o seguinte:

  1. Kalman Komm Zigany (da opereta „A condessa Maritza”)
  2. Tosti L’ultima canzone
  3. Gall Menina com a cara de uma framboesa
  4. Karłowicz Para a senhora triste
  5. J. Paderewski Canção do tocador de gaita de fole
  6. J. Paderewski Minueto Op. 14 nº 1
  7. Nowowiejski Olhos negros

Ernesto de Curtis         Non ti scordar di me

  1. Tagliaferri Piscatore ‘e pusilleco
  2. Strauss A noite
  3. Chopin Fantasia-Improviso Op. 66
  4. Różycki Aguarela
  5. Debussy Beau soir
  6. Perez Freire Ay Ay Ay
  7. Tosti Ideale
  8. Chopin Valsa Op. 64 nº 2
  9. Denza Funiculi, funicula
  10. Cardillo Core ‘ngrato
  11. Zeller Wie mein Ahnl 20 Jahr’ (da opereta “O vendedor de pássaros”)

Rafał Żurakowski iniciou a sua vida musical com estudo de piano, tendo concluído a Academia de Música de Wroclaw (Polónia). Durante os seus estudos desenvolveu a paixão pelo canto, tendo o também estudado com Eugeniusz Sąsiadek na mesma academia e participado em várias masterclasses. Ainda estudante, ganhou um prémio em canto no 5º Concurso de Interpretação em Duszniki Zdrój (Polónia).

Estreou-se como cantor na Ópera Dolnośląska em Wrocław, no papel de Alfredo em “La Traviata” de Verdi. Seguiram-se inúmeros concertos em onze países diferentes, nos quais frequentemente interpretou canções do seu país.

Foi louvado pelo seu estilo de interpretação de oratórios e cantatas, desde barroco ao contemporâneo. Em 1997 participou na primeira apresentação na Polónia do oratório “Christus” de Liszt. Interpretou também a parte de tenor na Canção da Terra de Mahler com a orquestra Nacional de Tailândia em Banguecoque em 2015.

Żurakowski participou em vários festivais, tais como Moniuszko Festival em Kudowa-Zdrój, Gaude Mater Festival de Música Sacra em Częstochowa, Festival Internacional Gaude Mater Polónia,

Festival Internacional de Música Vienense, Festival Internacional Belle Voci, Festival Carl Maria von Weber em Pokój, Dias da Música em Herceg Novi (Montenegro), Festival de Verão de Ohrid (Macedónia), Festival de Música de Fondi e Villa Rospigliosi (Itália), tendo-se também apresentado no Teatro de Bellas Artes em México City e na Sérvia, entre outros países. Desenvolve a atividade pedagógica desde 2000, orientando frequentemente masterclasses e integrando júris de concursos internacionais.

Por seu turno, Anna Miernik já actuou em 35 países, em cinco continentes. Em 2013 apresentou 15 recitais no âmbito da digressão pela Austrália, Nova Zelândia, Canadá e Estados Unidos. Em 2015 apresentou-se no Weill Recital Hall do Carnegie Hall em Nova Iorque. Em 2016 atuou em Melbourne com orquestra no mesmo dia e lugar em que, 111 anos atrás, tocou o seu grande compatriota, Paderewski.

Graduou-se com honra da Academia de Música em Cracóvia em 2013, tendo estudado com Andrzej Pikul e frequentado cursos com Paul Badura-Skoda, Andrzej Jasinski e Dina Yoffe.

Em 2014 gravou um CD com a violinista Patrycja Piekutowska, interpretando sonatas de Franck e Brahms. Em 2017 gravou um CD com canções do compositor polaco Nowowiejski e, pouco tempo depois, um CD com obras para piano a solo do mesmo compositor.

Orientou masterclasses em São Paulo, Lima (Peru), Oaxaca (México) e Thessaloniki (Grécia). O seu repertório inclui obras de cerca de 40 compositores polacos e fez várias estreias mundiais, incluindo algumas obras a ela dedicadas. Recentemente gravou um CD com obras de dez destes compositores. As suas conquistas artísticas e académicas trouxeram-lhe várias bolsas.

Os bilhetes custam 15 euros e estão à venda na bilheteira do Teatro Municipal. Os sócios da Associação Notas e Sinfonias Atlânticas e da Associação Orquestra Clássica da Madeira têm direito a um desconto de 50 por cento. Os sócios da AACMM têm entrada gratuita, mediante a disponibilidade na sala.