Miguel Gouveia visitou hoje oficina de mestre violeiro; ontem esteve com os barmen madeirenses

*Com Rui Marote

Miguel Silva Gouveia prossegue com as visitas de proximidade da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”. Hoje visitou a oficina do mestre violeiro Carlos Jorge Pereira Rodrigues, no Largo de São Paulo, em São Pedro. Como é sabido, este é um prestigiado construtor de instrumentos tradicionais madeirenses, que tem a felicidade de ter no seu filho, Henrique Rodrigues, um digno continuador das artes do pai. Acontecimento tanto mais feliz, quanto poucos são os que hoje em dia, na ilha da Madeira, ainda cultivam o fabrico tradicional destes instrumentos musicais. A oficina de Carlos Jorge é um pequeno tesouro no seio da zona histórica da cidade do Funchal, que inclusive se encontra referenciado em guias internacionais.

Exemplo disso mesmo é que, enquanto a visita do presidente da Câmara decorria, no âmbito das suas designadas “Presidências Abertas”, um casal dinamarquês chegou àquele espaço, com o intuito de o visitar e conhecer, como se de relíquia museológica se tratasse. Uma surpresa positiva para o edil. Carlos Jorge mencionou, na oportunidade, o interesse em que o seu atelier beneficie de um estatuto de loja tradicional, tendo sido, para o efeito, elucidado sobre os pressupostos a cumprir para que esse reconhecimento seja efectivado.

A oficina do mestre violeiro Carlos Jorge Rodrigues é frequentemente visitada também por alunos das escolas, que ali vão conhecer como se fabricam ainda os instrumentos tradicionais da Madeira. Recorde-se que o “ukulele”, popular instrumento do Havai, conhecido internacionalmente, evoluiu a partir do braguinha, levado para aquelas ilhas por emigrantes madeirenses.

Entretanto, ontem as “Presidências Abertas” da CMF passaram pelas instalações da Associação Barmen da Madeira, também na freguesia de São Pedro, onde o presidente da Câmara foi recebido por Alberto Silva, presidente da Direcção desta Associação, que possui 8 títulos de campeões mundiais de cocktails. A Associação Barmen da Madeira celebra este ano o seu 50.º aniversário e realiza um trabalho importante na formação de jovens e futuros barmen, colocando-os no mercado de trabalho e mantendo-os sempre activos através da aposta em diversos eventos e competições.

foto CMF

Em 2016, a Câmara Municipal do Funchal atribuiu à Associação Barmen da Madeira, a Medalha de Ouro da Cidade, pelo papel desempenhado na promoção do destino Funchal.