“Chega” emite comunicado esclarecendo relação com médico Rafael Macedo

O partido “Chega” – Madeira emitiu um comunicado relativo a uma notícia veiculada pelo DN Madeira, que dá conta de que Rafael Macedo, o polémico médico da Medicina Nuclear do Hospital Dr. Nélio Mendonça que se viu suspenso da sua actividade por ter denunciado supostos maus funcionamentos daquele serviço e do SESARAM, se terá aproximado desta força política.
O ex-candidato do PURP nas últimas eleições regionais terá dito que agora apoia o partido de André Ventura.
O “Chega” diz que foi “inundado de pedidos de esclarecimento” sobre a relação com este médico. Vem, pois, dizer em comunicadop que “o Dr Rafael Macedo não é militante do partido Chega, por essa razão não está autorizado a falar em nome do partido”.
“Nos rigorosos critérios de aceitação para membro do Chega, o facto de alguém  ter sido candidato por outro partido, há menos de 3 anos, não será aceite, salvo algumas excepções que dependem da direcção nacional, neste critério somos rigorosos como é do conhecimento publico, assim como pessoas com processos litigioso em tribunal”, reza uma nota enviada à nossa Redacção.
“O Dr Rafael Macedo não é impedido de apoiar o partido, desde que respeite o bom nome do partido e dos seus militantes e dirigentes”, refere o comunicado.