Câmara do Funchal está desde 2015 à espera de cartografia homologada para avançar com planos do Ornelas e do Carmo, negociações decorrem com a Direção Regional

A reunião de hoje da Câmara do Funchal abordou os Planos de Pormenor do Ornelas e do Carmo, que se encontram em fase de conclusão, permitindo, segundo o presidente da Autarquia, “a regeneração da zona junto à Escola Jaime Moniz, onde a reabilitação urbana tem grande ênfase, com mais habitação e encontrando soluções para prédios devolutos, bem como da zona entre a Travessa do Rego e a Praça do Carmo, que tem prédios em estado de degradação, prevendo novo arruamento entre a Rua da Fábrica e a Travessa do Rego”.

Miguel Silva Gouveia diz que os planos estão prontos para levar a discussão pública, mas também disse que isso ainda não é possível “devido a um pormenor legal que impossibilita essa deliberação em reunião de câmara para posterior discussão pública, que tem a ver com a cartografia homologada, da responsabilidade da Direção Regional do Ordenamento do Território. Estamos a procurar ter essa cartografia desde 2015 e neste momento estamos a falar com a Direção Regional, na procura de soluções para evitar criar um impasse para soluções que vão garantir segurança e mobilidade no centro da cidade”.

Nesta reunião camarária de hoje, foi aprovado, por unanimidade, apoio de 12 mil euros para a organização do Festival Aleste. A iniciativa decorre entre os dias 29 e 31 de maio, envolvendo também uma vertente de música eletrónica e residências artísticas