César Nicola (CNF) destacou-se no Campeonato Nacional de Katas em Judo, disputado na RAM

No passado dia 11 de Janeiro, realizou-se na Madeira o Campeonato Nacional de Katas em Judo, organizado pela Federação Portuguesa de Judo, com o apoio da Associação de Judo da RAM.

O campeonato trouxe à região cerca de 30 pares das Associações Distritais de Coimbra, Santarém, Lisboa, Algarve, Beja e Castelo Branco, que disputaram as cinco modalidades de katas.

Da região competiram 3 pares, sendo 2 do Clube Naval do Funchal, e um par misto do Judo Clube da Madeira e Associação Cultural e Desportiva da Quinta Grande.

Os katas são formas técnicas coreografadas entre os pares, que são avaliados pela perfeição da sua execução, por um júri de Mestres da Comissão Nacional de Graduações, entre os mais graduados a nível nacional. Demonstram técnicas de projecção (desequilibrar o adversário e fazê-lo cair), de luta no chão, com imobilizações e outras técnicas, e de auto-defesa contra diversos ataques.

Da região destacou-se César Nicola, do Clube Naval do Funchal, que foi medalhado em quatro dos cinco possíveis katas:

Medalha de Ouro em Katame No Kata

Medalha de Ouro em Nage No Kata

Medalha de Bronze em Kime No Kata

Medalha de Bronze em Ju No Kata

Os restantes pares, estreantes nos Katas, Diogo Cró e Luís Brito, ambos do Clube Naval do Funchal, alcançaram um brilhante 5º Lugar nas variantes Nage no Kata e Katame no Kata, enquanto Rubina Gonçalves e Leonor Gomes (Associação Cultural e Desportiva da Quinta Grande e Judo Clube da Madeira) alcançaram o 7ºLugar em Nage no Kata.

O director regional de Juventude e Desporto, David Gomes, esteve no local acompanhado por diversos elementos da DRJD.

A última vez que a Associação de Judo da RAM co-organizou um campeonato Nacional, foi em 1988, aquando do Campeonato Nacional de Absolutos.

Passados mais 30 anos, a Federação Portuguesa de Judo atribuiu a responsabilidade desta organização à Associação de Judo da RAM, sendo que foram feitos os maiores elogios pela organização da prova, tanto pela federação, como pelos atletas participantes, diz a Associação.

Após verificado o sucesso desta organização, a Federação Portuguesa de Judo deixou em aberto a possibilidade de continuar a organizar provas na Ilha da Madeira.