Investigadores do ITI participam em missão simulada a Marte

Investigadores do Instituto Superior Técnico (IST) em Lisboa encontram-se a trabalhar na simulação de uma missão humana e robótica em Marte, a qual está prevista para 2020, refere um comunicado de imprensa. Fazem parte desta equipa de investigação Rodrigo Ventura do IST como investigador principal e coordenador do grupo de investigação, o investigador afiliado do ITI/LARSyS José Luís Silva, também como investigador principal, os seus alunos de doutoramento, o investigador José Corujeira e a investigadora Rute Luz.
A investigação passa por desenvolver dispositivos robóticos de forma a aumentar a eficácia da exploração do planeta, na ausência de contacto visual com o astronauta e evitar acidentes que inutilizem o equipamento.

Entre 15 de outubro e 15 de novembro de 2020, os robôs telecomandados desenvolvidos pelo grupo de investigação serão testados no deserto Negeve em Israel, a fim de simular a missão ao planeta. Para esse efeito, haverá um grupo de pessoas a assumir o
papel de astronautas numa base no deserto, o qual simula o ambiente em Marte, a partir da qual as comunicações serão feitas para um centro de controlo em Innsbruck, na Áustria.
O grupo do IST irá trabalhar em colaboração com a Universidade de Graz, na Áustria, que irá construir o robô. No total, serão realizadas 16 experiências no âmbito da missão simulada a Marte AMADEE-20, envolvendo nove países.