Mário Pereira diz que há “neblina” da República que pode travar o novo Hospital da Madeira

Mário Pereira CDSPP
.

Mário Pereira, médico e deputado do CDS, disse hoje no Parlamento Regional, na discussão do Programa de Governo, que “há desafios, na Saúde, entre outros as listas de espera, altas problemáticas, de cirurgia, de exames e consultas, a gestão da Saúde, sustentabilidade financeira, cuidados continuados e o novo Hospital da Madeira”, considerando que “temos algumas confianças, mas também alguns perigos no horizonte. O novo hospital é um desígnio de todos os madeirenses, de todos os profissionais de saúde, que está em fase de concurso, mas a neblina da falta de vontade por parte da República crian alguma dúvidas. Este projeto é estruturante para a Região”.

Relativamente às altas problemáticas, “é preciso arrojo político para solicitar as respostas junto da Inclusão, no sentido dos assuntos serem resolvidos, seja por aumentar a oferta de lares ou pelo projeto inovador do internamento domiciliário”.

Em matéria de listas de espera, Mário Pereira diz que “existem em todos os sistemas de Saúde, mas na Madeira exige uma atenção especial”, defendendo mais anestesistas para que os cirurgiões operem mais”, apontando ainda que é preciso explorar mais a cirurgia do ambulatório, uma vez que a maioria das cirurgias são de complexidade pequena. O programa de recuperação de listas de espera deve ser ampliado por existir uma capacidade de resposta. E há um quinto pilar que nunca existiu na Madeira e que este programa de governo vai considerar pela primeira vez, com o privado a dar resposta em fim de linha”