CDU abordou em conferência dificuldades das pessoas portadoras de deficiência

A CDU organizou ontem um debate integrado nas “Segundas Conversas” que se realizam no “Espaço CDU”, abordando os problemas das pessoas portadoras de deficiência e as prometidas políticas de inclusão social. A oradora foi Elsa Freitas.

“Depois das muitas promessas de mudança, quer o PSD, quer o PS, nas suas responsabilidades governativas, no plano autárquico e na governação regional, criaram descrédito e desconfiança. Muito prometeram e quase tudo ficou por concretizar”, declarou.

Nesta iniciativa esteve em debate o muito que está por cumprir quanto ao acesso ao emprego, nos apoios à educação e formação, na erradicação de barreiras arquitectónicas, explicam os comunistas.

Sobre a defesa dos interesses e dos direitos das pessoas com deficiência, concluiu-se que “a sociedade está menos preparada para incluir. Tem, sobretudo, formas para excluir: nas formas como as empresas não aplicam o que está na lei, que aponta deveres de integração de pessoas com deficiência; nas dificuldades em ter acesso à garantia de formação capaz de dar autonomia às pessoas; nos problemas das barreiras e obstáculos arquitectónicos.”