Governo Regional explica orçamento e disponibiliza 2,5 milhões para projetos sugeridos pela população

Calado 15 de julho 2019O vice-presidente do Governo Regional deu início, esta segunda-feira, na Ribeira Brava, a um ciclo de apresentações do Orçamento Participativo da Região Autónoma da Madeira, com várias sessões agendadas ao longo das próximas duas semanas, cobrindo todos os concelhos da Região. A iniciativa volta quarta-feira mas no concelho da Calheta.

Pedro Calado aponta o objetivo para a necessidade de um entendimento, por parte das pessoas, relativamente ao que é um orçamento, referindo a particularidade de ser possível, agora, “alocar uma verba, cerca de 2,5 milhões de euros, para projetos sugeridos pela comunidade, um ato democrático de cidadania. As pessoas sabem que o seu contributo não é teórico, é prático, pensar a Região”.

Neste calendário de deslocações, Calado vai à costa norte, no Porto Moniz, para a apresentação na Escola Secundária local, a partir das 19h00. E, a 22 de julho, pelas 19h00, na Ponta do Sol, no Centro Cultural John dos Passos. A 23 julho será a vez do concelho de Santa Cruz, com a apresentação a ocorrer, pelas 19h00, na escola secundária local. Segue-se o concelho de São Vicente, dia 24, também a partir das 19h00, na Escola Agrícola. Machico tem a apresentação do Orçamento Participativo marcada para o dia 25 de julho, a partir das 19h00, no Fórum Machico.

Para o dia 26 estão previstas duas apresentações. A primeira, pelas 15h00, no Funchal, decorrendo na sala do pátio, no edifício da reitoria da Universidade da Madeira – Colégio dos Jesuítas e, pelas 19h00, em Santana, no Parque Temático.

A fechar as apresentações do Orçamento Participativo da Madeira está o concelho do Porto Santo, cuja sessão está marcada para o dia 27 de julho, pelas 10h30, no Centro Cultura e de Congressos local.